Facebook

O segredo está na carne

“Se quiseres ver o teu corpo, mata o teu porco”, diz o povo. Este dito mostra bem a importância cultural das festas de matança do porco de montado que têm lugar nos meses de Inverno. A esta fundamental fonte de riqueza do Alentejano estão associadas inúmeras tradições e uma incomparável sabedoria na preparação do animal e dos seus derivados em cerimónias cheias de significado: sangrar, chamuscar, pesar, estripar e limpar, desmanchar o porco de que se cuidou todo o ano!

De porco branco ou preto, é este último que faz as delícias dos Alentejanos.
Linguiça, Paio, Chouriço Preto ou Presunto, o segredo dos nossos enchidos está no ciclo de criação do porco alentejano e no tempero que sofre pequenas variações em cada concelho.

PT | ES | EN